Como diminuir a sobrecarga de trabalho na advocacia

Sobrecarga de trabalho na advocacia. Foto de um homem de terno stressado
5 minutos para ler

Ser advogado definitivamente não é fácil. É preciso lidar com muita sobrecarga de trabalho na advocacia, com a realização de muitas atividades: atendimentos, audiências, reuniões, elaboração e revisão de petições, todas com prazos curtos exigindo eficiência na execução de serviços jurídicos.

Nesse cenário, muitos advogados desistiram de viver uma vida equilibrada e trabalham mais de 12 horas por dia, em um ambiente muito estressante.

Por outro lado, uma quantidade cada vez maior de advogados está buscando alternativas para aumentar a produtividade e diminuir a sobrecarga de trabalho na advocacia.

No artigo de hoje separamos 05 dicas práticas para diminuir a sobrecarga de trabalho na advocacia e aumentar a sua produtividade.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

5 DICAS PRÁTICAS PARA DIMINUIR A SOBRECARGA DE TRABALHO NA ADVOCACIA

Sobrecarga de trabalho na advocacia. Foto de um homem de terno stressadoPode até parecer difícil falar sobre planejamento e gestão para um advogado que vive sob pressão, mas algumas tecnologias e técnicas de gestão podem fazer grande diferença no exercício da advocacia.

Separamos 05 dicas práticas que irão te ajudar nesse desafio.

1) Planeje suas atividades de trabalho (principalmente as não urgentes!)

Primeiramente, é preciso identificar todas as atividades que o escritório possui e definir as urgências e prioridades.

Naturalmente, os prazos possuem prioridade máxima.

No entanto, é preciso de ter cuidado para não negligenciar outras atividades importantes (como a elaboração de petições iniciais e outras tarefas que não possuem um prazo processual definido).

E é justamente essa falta de planejamento para tarefas não urgentes que gera a maior quantidade de problemas para os escritórios de advocacia, como: reclamação de clientes, acúmulo de petições iniciais, demora para execução de serviços e sobrecarga de trabalho.

Trabalhar com metas semanais ou mensais para esses tipos de tarefas pode trazer resultados expressivos para o escritório.

2) Trabalhe em blocos de tempo (cuidado com as interrupções!)

Em vários escritórios é comum que os advogados sejam interrompidos a todo o momento para atenderem clientes, resolverem algum problema urgente ou debaterem alguma tese jurídica com algum colega.

Todas essas atividades são extremamente importantes para o escritório, mas elas podem minar a produtividade do advogado.

Escrever documentos jurídicos é uma atividade que exige extrema dedicação e cada interrupção prejudica que o advogado entre em estado de flow, que é aquele momento de máxima produtividade.

Segundo Gloria Mak, professora da Universidade de Califórnia, a cada interrupção no trabalho o ser humano demora 25 minutos para voltar a concentração.

A solução para esse problema pode ser a definição de blocos de tempo.

Por exemplo:

  • de 08:00-12:00, agenda bloqueada para redação de petições;
  • de 14:00-17:00, horário para atendimento de clientes;
  • de 17:00-18:00, horário para alinhamento interno entre advogados e discussão sobre os casos do escritório.

Em tempos digitais, essa recomendação vale também para o uso das Redes Sociais.

Afinal, a cada desbloqueio de tela do celular, o advogado está sofrendo os efeitos negativos da interrupção.

3) Cuidado para não trabalhar demais (e se tornar improdutivo)

Com a rotina apertada dos advogados, é comum que grande parte da equipe jurídica se submeta, com frequência, a rotinas de trabalho exaustivas.

Nesse sentido, em vários escritórios, é comum perceber advogados se vangloriando pela alta quantidade de horas que trabalham por dia.

E, de outro lado, os profissionais que não trabalham em período extra-jornada são taxados de menos comprometidos.

As pesquisas científicas demonstram, cada vez mais, que um número superior de horas de trabalho pode ser prejudicial para toda a equipe jurídica.

Afinal, ainda que os profissionais fiquem no escritório por 12 horas por dia, a maioria deles só trabalhará 03 horas líquidas por dia.

Seguindo essas tendências, grandes empresas como, a Treehouse e a Amazon, iniciaram testes com o uso de jornadas de trabalho de 30 e 32 horas semanais.

Para muitos escritórios de advocacia, pensar na hipótese de uma jornada de trabalho tão curta é algo completamente fora da realidade.

Mas se os processos internos do escritório estiverem bem definidos e os advogados trabalharem sem interrupção e de forma bastante produtiva, certamente será possível diminuir significativamente a necessidade de trabalho em período sobrejornada.

4) Utilização de metodologias Ágeis

Como abordamos em nosso texto (“Organizações Ágeis: Por que o advogado recém formado é fundamental para inovação em um escritório de advocacia?”), as metodologias ágeis estão sendo cada vez mais utilizadas por grandes empresas e grandes escritórios.

Fazem parte da metodologia ágil, ferramentas como: o SCRUM, o Kanban, o Lean Startup e o Design Thinking.

Os resultados relatados são muito positivos, com 84% de aumento de produtividade da equipe.

5) Utilização de Lawtechs

As Lawtechs e Legaltechs são empresas com base de tecnologia no Direito. Essas empresas podem, por exemplo, ajudar o seu escritório a automatizar documentos e tarefas, a conectarem-se com outros advogados de forma simples, ágil e qualificada.

Vale a pena pesquisar as empresas existentes para otimizar a forma de execução de serviços jurídicos do seu escritório!

Conclusão

Gostou do nosso Artigo?

Diminuir a sobrecarga de trabalho na advocacia não é tarefa fácil. Para conseguir isso, é preciso unir organização, gestão, inovação e tecnologia.

Nossa missão, aqui na Freelaw é te ajudar nessa tarefa. Siga-nos nas redes sociais e assine a nossa Newsletter para receber mais conteúdos exclusivos em primeira mão!

Você também pode gostar

Deixe um comentário