Número de advogados no Brasil: um estudo sobre o mercado jurídico

Número de advogados no Brasil
10 minutos para ler

É cada vez mais comum advogados demonstrarem preocupação a respeito do grande número de advogados no Brasil.

O mercado está cada vez mais competitivo e passando por muitas mudanças nos últimos tempos, contando com clientes mais informados e exigentes.

Por isso, o antigo modo de advogar, captar clientes e gerenciar um escritório é cada vez mais ineficiente.

Nesse artigo, levantamos um estudo completo sobre o mercado jurídico brasileiro.

Qual o número de advogados no Brasil? Quais os desafios e oportunidades existem?

Fique até o final e compreenda com mais profundidade o cenário e também descubra como as novas tecnologias podem te ajudar nesse novo mercado.

Análise do mercado jurídico brasileiro

Número de advogados no Brasil

A quantidade de advogados que se formam no Brasil é proporcional ao número de cursos de Direito ofertados.

Já em 2008, um estudo da OAB apontava 571.360 bacharéis em Direito para 183,9 milhões de brasileiros, isto é, uma relação de 1 advogado para cada 321,8 habitantes. Onze anos depois, o Brasil superou a marca de um milhão de advogados.

O número de advogados no Brasil impressiona, hoje existe um advogado para cada 190 habitantes. Ou seja, existem mais de 1,165 milhão de profissionais cadastrados na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para uma população estimada em 210 milhões de habitantes pelo IBGE.

Além disso, essa proporção não inclui os estagiários (26,6 mil) e os suplementares (48 mil).

Quanto aos cursos ofertados, de acordo com o portal E-mec, existem 1.749 cursos de Direito em atividade no país, que ofertam mais de 300 mil vagas por ano.

Ainda em 2010, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já havia declarado que o Brasil possuía mais cursos de Direito do que o somatório de cursos oferecidos na China, Estados Unidos e toda a Europa.”

Atualmente, no mundo todo, existem cerca de 1200 faculdades de Direito.

Isso significa que: se somarmos todas as faculdades de Direito do mundo, não chegamos ao número de faculdades existentes somente no Brasil.

Portanto, existem motivos claros para que todos os advogados fiquem preocupados com o mercado jurídico, que pode se tornar um “oceano vermelho”.

Mas… “ainda existe luz no fim do túnel”.

Como se destacar no mercado jurídico com o grande número de advogados no Brasil

Nesse contexto apresentado, algumas ações e mudanças na postura do advogado se faz necessário. É preciso estar atento as novas configurações do mercado e se adaptar à nova realidade que se apresenta.

Recomendamos 3 pontos principais que podem fazer a diferença a qualquer advogado no país:

1) Invista em qualificação

Apesar da existência de muitos advogados no Brasil, o número de advogados especialistas vem diminuindo consideravelmente. Por isso, pode ser interessante investir em qualificação diferenciada em alguma área do direito.

Evite ser generalista (ou ser especialista em tudo ou em uma macroárea muito grande do direito, como, por exemplo, direito civil).

O ponto central é escolher uma micro área do direito, definir um nicho de atuação.

Escolha de forma estratégica e especifique a sua área de atuação, assim, as chances de se tornar referência e se destacar em determinado tema serão maiores.

Se atente para o fato de que, hoje, apenas as pós-graduações já não conseguem ser diferenciais no mercado. Por isso, é ideal que, além dessas, também se invistam em outros cursos de especialização, como mestrados ou até doutorados, se for o caso.

2) Domine as Soft Skills

Atualmente, as habilidades emocionais e relacionais estão muito valorizadas no mercado. Saber entender e se comunicar o cliente, com parceiros e colegas de trabalho pode te levar além.

As “soft skills” são habilidades subjetivas relacionadas à inteligência emocional das pessoas. Estas capacidades são, geralmente, adquiridas por meio das experiências vivenciadas ao longo da vida.

Sendo assim, pode ser interessante desenvolver algumas habilidades soft kills, como:

  • Comunicação Efetiva;
  • Pensamento Criativo;
  • Resiliência;
  • Empatia;
  • Liderança;
  • Ética no trabalho.

O domínio dessas habilidades comportamentais e técnicas de comunicação mais efetiva e não jurídicas também pode proporcionar um alto grau de destaque em sua carreira.

3) Conheça os métodos adequados de resolução de conflitos

Não foque apenas em processo judicial para resolução de conflitos, em alta, hoje, estão os métodos alternativos de solução de conflitos.

Além de ampliar a sua visão sobre novas possibilidades no direito, relativamente poucas pessoas ainda se preocupam em entender o funcionamento desses métodos. Por isso, entendê-los pode te dar um diferencial competitivo no mercado.

Alguns desses métodos de solução de conflitos são a arbitragem, mediação de conflitos, conciliação e negociação.

No caso específico, a Mediação de conflitos é um método que utiliza de técnicas de comunicação efetiva (soft kills) por um mediador, com o papel de facilitar a negociação entre as partes.

O método vem sendo cada vez mais utilizado e a despeito do preconceito que ainda existe por alguns advogados, é uma tendência cada vez maior para os próximos anos.

Quais são os desafios e oportunidades diante de um elevado número de advogados no Brasil?

Número de advogados no Brasil

Novas áreas estão surgindo no direito devido as mudanças dos tempos atuais.

Existem novas oportunidades de atuação no direito com o surgimento da LGPD, por exemplo, e também existem novas formas de trabalho no próprio direito, como a possibilidade de contratação de advogados online e as novas carreiras jurídicas, como o advogado freelancer.

Conversamos sobre o tema no Podcast da Freelaw, nos episódios 19 (“Coaching Jurídico e o Futuro da Advocacia” – Maria Olívia Machado) e 21 (” O que é a LGPD e como advogar nessa área – Viviane Nóbrega Maldonado) caso você queira se aprofundar mais na discussão recomendamos fortemente que você escute.

Por muito tempo, o domínio de leis, doutrinas e do direito, era o suficiente para garantir o sucesso profissional. Hoje, para se tornar um grande advogado é preciso entender o cliente, saber se comunicar e aplicar ferramentas estratégicas aos negócios.

Desafios para os profissionais do direito devido ao número de advogados no Brasil

Para acompanhar essa mudança é preciso ter foco, determinação e dedicação. Ou seja, caso você não esteja disposto a investir tempo e, muitas vezes, dinheiro, não será fácil conseguir se destacar no mercado.

É importante estar atento às oportunidades e se esforçar para pensar fora da caixa e buscar, por exemplo:

Isto é, é precisa se reinventar e criar formas de prestação de serviços que antes não eram possíveis.

Dessa forma, é fundamental que a busca pela mudança e tecnologia esteja acompanhada a uma mudança no mindset do advogado. Esse talvez seja o grande desafio para muitos advogados que fazem parte do tradicional meio jurídico.

Oportunidades que todo advogado deve, ao menos, considerar

muitos advogados no país

1. Advocacia 4.0

A Advocacia 4.0 é uma forma de exercer a profissão com o uso de recursos tecnológicos para oferecer serviços jurídicos com mais qualidade, menos custos e em menos tempo.

O mercado 4.0 trouxe várias novidades como as lawtechs e legaltechs, ferramentas de gestão marketing, Legal Growth Hacking, Marketing Jurídico, e por aí vai.

Na prática, a advocacia 4.0 permite:

  • Automatizar tarefas;
  • Se conectar com outros advogados e com clientes por meio da internet;
  • Analisar e comparar dados; diminuir custos e definir estratégias;
  • Utilizar mecanismos para resolução de conflitos online;
  • Prestar serviços jurídicos de forma inovadora;
  • Melhorar a gestão interna do escritório de advocacia;
  • Extrair e monitorar dados públicos; entre outros.

Da mesma forma, o advogado pode utilizar o conhecimento em direito para criar soluções para problemas do mercado jurídico. Entregando melhores serviços, com um atendimento personalizado e inovador ao cliente e com menos custos.

2. Inbound Marketing

Outra oportunidade que desponta nesse cenário de elevado número de advogados no Brasil, é o conceito de Inbound Marketing. Ele vem sendo utilizado para gerar atração de potenciais clientes por meio de conteúdo relevante e de valor.

Se diferencia da publicidade tradicional, por tirar o foco da empresa e se importar mais com a dor do cliente.

Pode ser vantajoso se tornar autoridade na internet e trazer diferenciais ao escritório.

Nesse sentido, o mais importante não é mais o serviço que o escritório oferece, e sim, o conteúdo de valor que o cliente percebe para a resolução do seu problema.

Dessa forma, educando e gerando valor a esses potenciais clientes, eles entenderão o problema que possuem e vão se lembrar de você quando for contratar alguém.

3. Automação de tarefas

A automação de tarefas para otimização de tempo, assim como a automação de documentos, já é uma realidade no meio jurídico.

É uma importante forma de otimizar a produtividade na execução de serviços jurídicos, reduzir custos e reforçar seu diferencial competitivo.

É possível automatizar algumas tarefas com o uso de softwares, como uma procuração, um contrato de honorários e a qualificação das partes.

Além disso, algumas opções de automação mais avançadas conseguem elaborar documentos cada vez mais complexos, que auxiliam em diferentes tipos de demandas dos escritórios.

4. Possibilidade de conexão com pessoas em todo país

Novas conexões e possibilidades de encontrar parceiros na internet estão sendo utilizadas para reduzir custos, ampliar o portfólio de serviços e, consequentemente, oferecer serviços com maior diferencial competitivo.

Vários escritórios de advocacia perdem a oportunidade de captar clientes simplesmente pela falta de estrutura ou porque não pensam na possibilidade de buscar parceiros para executar o serviço.

A parceria na advocacia pode ajudar os escritórios a captar mais clientes e absorver mais demandas no mercado, em qualquer área do direito (sem que seja necessário aumentar a estrutura do escritório).

Nesse sentido, é possível crescer de forma enxuta, mantendo um atendimento personalizado para o seu cliente, com qualidade e agilidade.

Com a Freelaw é possível que os advogados criem equipes jurídicas online e encontrem seus parceiros ideais.

Por meio da plataforma, você envia as orientações para a realização dos serviços, define o prazo e negocia o valor a ser pago, para cada ato jurídico.

Além disso, você conta com apoio para gestão da demanda, e, ao final do serviço, pode pedir modificações e esclarecimentos, dentro do prazo acordado.

A Freelaw é uma das formas que pode te ajudar a enfrentar essa competitividade frente ao número de advogados no Brasil.

Se quiser saber mais sobre como usar a plataforma, leia o texto “07 Dicas Prática para aproveitar o máximo da experiência Freelaw!”.

Você também pode gostar

Deixe um comentário