Modelo de Contestação: vale a pena utilizar?
Dicas de como fazer uma contestação. Dicas de como fazer uma contestação.

Dicas práticas sobre contestação. Vale a pena usar um modelo?

5 minutos para ler

A contestação pode ser considerada como um dos instrumentos de defesa mais importantes na advocacia. Por esse motivo, recomenda-se que o advogado invista um bom tempo para a elaboração dessa peça, em vez de buscar um modelo de contestação.

No entanto, nem todo advogado dispõe de tempo hábil para redigir uma contestação do “zero”, ou ainda pode ser que ele não tenha conhecimento técnico profundo na área em questão.

Dessa forma, muitos profissionais acabam recorrendo a esses modelos prontos buscados na internet para suprir essas deficiências.

Mas, será que você realmente precisa de um modelo pronto?

Ao final desse artigo, apresentaremos a você uma forma inovadora para fazer contestações utilizando conceitos novos da tecnologia.

Dicas de como fazer uma contestação de qualidade

modelo de contestação

Sabemos que a contestação é um ato processual da defesa previsto no art. 335 do Novo CPC. Nela, a defesa deve expor suas razões, se protegendo das pretensões efetivadas pelo autor.

Dessa forma, a contestação deve ser escrita (salvo nos Juizados Especiais) com o intuito de demonstrar ao magistrado que o autor não dispõe dos direitos que pretende.

Importante tem em mente que as questões jurídicas podem ser decididas em interpretações da lei feita por um juiz. Sendo assim, a redação da contestação deve ser persuasiva, para que o juiz seja convencido que a sua interpretação do caso é a mais adequada.

Portanto, você deve apresentar seus argumentos seguindo uma linha lógica e coesa, embasado por jurisprudências atuais e sem apresentar traços agressivos. Assim, suas chances de ganhar sem precisar recorrer podem aumentar consideravelmente.

Nesse sentido, para fazer uma contestação com qualidade é preciso, além de dominar os requisitos legais conforme o Novo CPC, conhecer técnicas e ferramentas de argumentação jurídica.

Como fazer uma contestação

Na prática, ao redigir uma contestação, você deve se lembrar de:

  • Ser persuasivo;
  • Ter argumentos fortes;
  • Plantar dúvidas – embasando corretamente os fundamentos da contestação;
  • Objeção as questões de mérito – isto é, não deixar fatos incontroversos.

Além disso, a contestação não pode deixar de ter:

  • Endereçamento correto;
  • Nome e sobrenome das partes com suas devidas qualificações;
  • Fatos e fundamentos jurídicos;
  • Requerimentos de provas;
  • Documentos indispensáveis e pedidos.

Vimos então, a complexidade na redação de uma contestação. E o segredo para fazer uma peça de qualidade é dominar a matéria e os últimos posicionamentos doutrinários, assim como as jurisprudências, além de saber argumentar e desconstruir falsos argumentos.

Mas será que vale a pena utilizar um modelo de contestação?

modelo de contestação

Devido à complexidade do tema, muitos advogados estão buscando modelo de contestação pronto na Internet. A facilidade e o tempo poupado tem motivado os profissionais a buscarem esses modelos prontos.

No entanto, nenhum modelo foi elaborado pensando no caso específico do seu cliente. Ou seja, mesmo que a estrutura esteja montada, é preciso dispor de tempo para preencher as informações básicas do caso, assim como, se valer das técnicas listadas acima.

Caso o advogado queira prestar um serviço mais personalizado, os modelos prontos não serão boas opções.

E nesses casos, é possível realizar parcerias jurídicas online sob demanda para elaborar as contestações. Essas parcerias são especialmente úteis caso o advogado não possua experiência na matéria ou não disponha de tempo.

É esta, a nova possibilidade de trabalho que a Freelaw apresenta ao mercado jurídico.

Como a Freelaw pode ajudar a fazer um modelo de contestação?

modelo de contestação

A Freelaw é uma lawtech que permite a contratação de advogados para a execução de petições, contratos e outras demandas jurídicos, como a contestação.

Para solicitar esse tipo de serviço, é preciso que o advogado entre no site da Freelaw e envie sua demanda pelo formulário “Peça um serviço jurídico!”.

Assim, é preciso descrever o tipo de serviço que vai demandar, com as seguintes informações:

  • Área do serviço;
  • Grau de complexidade;
  • Os fatos;
  • Orientações jurídicas;
  • Prazo para entrega;
  • Proposta de valor.

Após o envio, a plataforma busca os melhores advogados para executar o serviço, de acordo com a especialidade e o grau de complexidade demandado.

Após a apresentação dos advogados freelancers, o contratante poderá escolher algum deles ou então cancelar a demanda gratuitamente.

A Freelaw possibilita que escritórios aumentem sua eficiência sem elevar os custos fixos. O objetivo é proporcionar um ambiente mais colaborativo, promovendo um serviço mais eficiente e qualificado.

Saiba mais sobre a contratação de advogados online, clicando neste artigo completo.

Caso ainda tem dúvidas em como fazer uma contestação? Deixe o seu comentário abaixo!

Posts relacionados

Deixe um comentário