Grandes escritórios de advocacia: Benchmarking e inovação!

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia. Foto de um homem de terno, trabalhando.
6 minutos para ler

Grandes escritórios de advocacia são sempre associados ao conservadorismo tradicional do Direito, correto?

Nem sempre.

Existem diversos casos nacionais e internacionais de escritórios e advogados que estão alcançando resultados expressivos por meio do uso de inovação e de tecnologia.

Quem são os 10 advogados mais inovadores da Europa? Quais são os cases de sucesso nacionais?

Como os grandes grandes escritórios de advocacia utilizam inovação e tecnologia?

O que podemos aprender com esses casos?

Fique até o final do artigo para conseguir realizar um Benchmarking completo do mercado jurídico e buscar formas de aumentar o seu diferencial competitivo.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

O que podemos aprender com os 10 advogados mais inovadores da Europa?

A Financial Times realizou um ranking com os advogados mais inovadores do mercado Europeu.

Na lista, constam profissionais com diferentes backgrounds e que conseguiram gerar:

  • mais igualdade de gênero
  • mais resultados para o escritório
  • o desenvolvimento de iniciativas de tecnologia internamente
  • a criação de uma cultura mais horizontal e inovadora
  • mais acesso à justiça para as pessoas
  • uma nova forma de trabalho no Direito
  • novas formas de oferecer e precificar serviços

Dentre os profissionais citados, estão:

Jonathan Brayne, fundador da Allen & Overy, um dos grandes escritórios de advocacia do Reino Unido

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Ele foi um dos premiados pelo seu pioneirismo e entusiasmo com o uso de novas tecnologias, que culminou na criação da Aosphere (plataforma de serviços jurídicos online), docGenix (uma tentativa de transformar documentos em dados) e a Peerpoint (uma plataforma para execução de serviços jurídicos de forma mais flexível).

Julia Salasky, CEO e fundadora do CrowdJustice

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Ela conseguiu levantar cerca de £6 milhões de libras para financiar a propositura de mais de 500 ações judiciais. A CrowdJustice auxilia indivíduos e organizações de caridade que não possuem recursos financeiros para pagar por um advogado qualificado.

Jorge Badía, sócio do Cuatrecasas

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Foi um líder de uma transformação cultural em seu escritório para empoderar jovens advogados e respeitar a igualdade de gênero.

Andrew Clinton, sócio do ASB Law

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Ele aboliu o sistema de cobrança por honorários em seu escritório e conquistou o apoio de de grandes empresas.

Jacquelyn MacLennan, sócia do White & Case e líder global na prática de advocacia pro bono

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Foi a primeira sócia do White & Case a trabalhar apenas por meio período. Ela é defensora de um trabalho mais livre e flexível no direito, dos direitos humanos, da igualdade de gênero e é líder global na prática de advocacia pro bono.

Isabel Parker, head de inovação do Freshfields Bruckhaus Deringer

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia - Foto de um dos advogados listados na listas de advogados mais inovadores da Europa no ano de 2018 pela Financial Times

Jovem advogada que está revolucionando a cultura de um grande escritório de advocacia com cerca de 300 anos de história. Uma de suas maiores vitórias foi o empoderamento de jovens advogados associados para buscarem a inovação dentro do escritório.

O caso da Clifford Chance LLP

Artigo: Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia. Case da Clifford Chance

A Clifford Chance é um grandes escritórios de advocacia mais renomados.

É um dos 10 maiores do mundo e publicou em 2018 um estudo de caso, em conjunto com a Litera Microsystems, sobre seus resultados após a utilização de tecnologia.

Além de um acréscimo na qualidade da execução dos documentos e redução no número de erros, o uso da tecnologia aumentou a produtividade da equipe.

Em média, cada advogado economizava uma hora de trabalho por semana, o que é um número bastante expressivo considerando o tamanho da equipe jurídica do escritório.

Grandes advogados no Brasil

Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia. Christiano Xavier, case de sucesso com a Localiza

Embora o movimento de Inovação e Tecnologia ainda esteja em estágio inicial, o Brasil já possui alguns cases de sucesso expressivos.

Um dos principais é o da Localiza, liderado pelo então Head Jurídico da empresa, Christiano Xavier. A empresa conseguiu reduzir quase em 50% o número de processos cíveis e otimizar a execução de serviços jurídicos.

O resultado surgiu por meio da utilização de um plano piloto das empresas Netlex e da Sem Processo.

Números da Netlex

Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia. Caso da Netlex

A Netlex informa em seu site que garante até quatro vezes de mais agilidade na elaboração de documentos e, dos 100 maiores escritórios de advocacia do Brasil, 20 já são seus clientes.

O Caso da MOL (Mediação Online)

Grandes Advogados e Grandes Escritórios de Advocacia. Caso de sucesso da Mediação Online

A MOL já conseguiu atender mais de 34.000 casos e possui 30x de mais rapidez e 50% de mais economia para resolução de conflitos. Além disso, o número de acordos é 2x superior às formas tradicionais de resolução de conflitos.

Cases com utilização de outras Lawtechs e Legaltechs

Com uma pesquisa rápida das Lawtechs e Legaltechs, é possível identificar diversas oportunidades para trazer inovação no dia a dia da advocacia.

Escritórios de diferentes segmentos e tamanhos estão fazendo testes com essas novas tecnologias e buscando um modelo de sucesso.

A verdade é que não existe fórmula pronta, depende da própria criatividade e proatividade dos usuários das novas tecnologias. A maioria dos casos de sucesso ainda estão para surgir.

Na própria Freelaw, possuímos advogados utilizando a plataforma com diferentes objetivos:

  • Reduzir os custos fixos da equipe jurídica.
  • Criar uma equipe jurídica remota composta por talentos de diferentes regiões do país
  • Aumentar o tamanho da equipe jurídica em semanas que a equipe está mais sobrecarregada (com muitos prazos e demandas urgentes).
  • Aumentar o portfólio de serviços que é oferecido para os clientes.
  • Criar um modelo de escritório escalável.

Logo da Freelaw

Em todas as situações, o valor oferecido pela empresa é: mais qualidade, mais agilidade e menos custos fixos.

Entretanto, os benefícios auferidos são maiores ou menores, a depender do grau de inovação do escritório e da forma que ele utiliza a plataforma.

O que podemos aprender com esses casos?

Não existe uma fórmula pronta para inovar, cada grande escritório de advocacia e grande advogado utiliza uma estratégia diferente.

As opções existentes são muitas: mudar a forma de execução de serviços, mudar a cultura interna, incubar startups, automatizar documentos e processos, desenvolver projetos para aumentar o acesso à justiça, utilizar ferramentas para resolver conflitos online, etc.

O que todos esses advogados têm em comum é que todos desenvolveram um mindset inovador, antes de buscar tecnologia. Inclusive, vários desses advogados inovaram sem o uso de Lawtechs.

O que você achou do nosso Artigo de hoje?

Caso você esteja comprometido a trazer inovação para seu escritório, convidamos você para ler o artigo: “Direito, Inovação e Tecnologia na Advocacia: Porque você deve inovar antes de buscar tecnologias”.

Você também pode gostar

Deixe um comentário