Escritório Boutique: problemas enfrentados e oportunidades de crescimento

Imagem 3 - Escritório Boutique
8 minutos para ler

Sabemos que escritório boutique gera grande valor para os seus clientes.

Especialmente, para aqueles clientes, pessoas físicas ou jurídicas, que possuem causas mais delicadas e complexas.

Nesses casos, para fidelizar o cliente, é necessário um atendimento exclusivo, além da qualidade do serviço jurídico.

A tarefa não é fácil e exige planejamento e estratégias de gestão bem definidas.

Afinal, além de executar serviços com qualidade, é preciso de uma estratégia eficiente de comunicação com os clientes, além de manter uma equipe jurídica qualificada e eficiente.

No artigo de hoje, analisaremos com profundidade os problemas, riscos e oportunidades que envolvem o modelo de escritório boutique.

Se você quer otimizar a gestão do seu escritório e deixar os seus clientes mais satisfeitos, fique até o final!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Nem tudo são flores no escritório boutique

O escritório boutique se diferencia de outros modelos de escritórios por suas equipes jurídicas enxutas, por sua especialização e pela alta qualidade.

Mas não basta ter todos os atributos do escritório de boutique aliados à qualidade da elaboração de documentos jurídicos.

Especialmente, se as operações internas do escritório deixam a desejar.

O que isso significa?

Se as tarefas dos advogados não são bem definidas, se os processos internos não são claros, o escritório pode começar a ter problemas, como:

  • Conflitos internos dentro da equipe de advogados
  • Morosidade na execução de serviços
  • Reclamação de clientes
  • Perda na qualidade da execução dos serviços
  • Alta rotatividade de profissionais
  • Sobrecarga de trabalho

A alta qualidade não diz respeito apenas à alta qualidade do serviço, mas também à alta qualidade operacional do escritório

Para que o escritório boutique “faça jus” à nomenclatura, consiga evitar esses problemas e melhore a experiência dos seus clientes, é necessário ter processos claros e bem definidos.

Não só em relação à elaboração de documentos jurídicos, mas também em relação ao atendimento e ao sucesso do cliente.

Mas, como bons advogados que somos, sabemos que isso não é tarefa fácil.

Em razão da estrutura enxuta e do tempo gasto com estudos, os sócios e os advogados do escritório boutique acabam vivendo um cenário de muita sobrecarga de trabalho.

Além disso, os sócios de escritório boutique tendem a serem ainda mais centralizadores com as atividades diárias do que sócios de outros modelos de escritório.

Afinal, é essencial que os serviços jurídicos sejam elaborados com alta qualidade técnica.

Mas, como dissemos, nem sempre somente a qualidade do documento jurídico será suficiente para satisfazer e fidelizar o cliente…

É preciso focar também na qualidade, na agilidade e na eficiência do atendimento.

Isso, porque a qualidade técnica do documento jurídico pode estar perfeita.

Mas se o cliente é mal atendido, ou vítima da má gestão do escritório, acaba insatisfeito.

E, para garantir o sucesso do cliente (atributo indispensável ao escritório boutique), é necessário pensar em planejamento, gestão e inovação!

Pode até parecer difícil falar sobre planejamento e gestão para um advogado que vive sob pressão.

Mas algumas técnicas de gestão e tecnologias podem fazer diferença na prática do escritório boutique.

Vamos ver quais são.

Como ferramentas de gestão podem alavancar o escritório boutique

Como dito, a advocacia boutique é conhecida por seu nível de especialização e sua qualidade técnica.

Mas além da qualidade técnica, para se destacar no mercado é preciso eficiência na execução dos serviços e um diferencial no atendimento ao cliente.

Para isso, é importante analisar o escritório como empresa e definir estratégias organizacionais.

Algo que é esquecido por grande parte dos escritórios, o que contribui para que cerca de 30% dos escritórios de advocacia fechem com menos de um ano.

Como evitar que o seu escritório feche com menos de um ano? Ou, como fazer com que o seu escritório cresça com mais previsibilidade nos próximos anos?

Um primeiro passo é o mapeamento de todos os problemas existentes.

Reuna toda a sua equipe e identifique todos os gargalos existentes, por exemplo: os clientes estão reclamando da falta de retorno de seus processos, a qualidade dos documentos jurídicos está aquém do esperado, etc.

Em seguida, analise todos os problemas, identifique qual deles é o mais importante e urgente e elabore um plano de ação.

Esse plano pode envolver mudança nos processos internos, contratação de mais pessoas, contratação de uma empresa especializada em gestão jurídica, como a Trilha Gestão Jurídica, ou utilização de alguma tecnologia, como uma Lawtech.

Percebe-se que cada um dos problemas e respectivas soluções dependerão da realidade em que o escritório boutique se encontra.

Se o problema maior for a sobrecarga de trabalho, uma solução poderá ser o aumento da eficiência na execução de serviços.

Caso o problema maior seja a captação de clientes, talvez o melhor caminho será desenvolver uma estratégia de marketing jurídico.

Em todos os casos, é recomendável que o escritório boutique analise novas tecnologias, que podem solucionar os problemas de uma forma mais eficaz.

Como as Lawtechs e novas tecnologias podem ajudar escritórios boutiques?

O avanço dos recursos tecnológicos proporcionou aos advogados a possibilidade de executarem serviços jurídicos com mais qualidade, menos custos e em menos tempo.

As  Lawtechs e Legaltechs, podem trazer um grande diferencial competitivo para o escritório boutique.

Essas ferramentas podem, por exemplo, realizar análise de dados jurídicos (analytics/jurimetria) e facilitar a tomada de decisões estratégicas em determinados casos.

Além disso, por meio das lawtechs/legaltechs é possível facilitar a conexão com outros advogados de forma simples, ágil e qualificada.

As ferramentas de gestão, também podem ser úteis, como softwares de gestão jurídica, muito utilizados pelos advogados.

Outra alternativa para gerar ainda mais satisfação e diferencial no atendimento ao cliente são os CRMs (Customer Relationship Management).

Como o próprio nome indica, o CRM é uma ferramenta que permite a gestão de clientes e potenciais clientes.

Com essa ferramenta, é possível monitorar a periodicidade dos contatos com os clientes e prospects.

Além disso, é possível verificar as informações obtidas em cada um desses contatos e praticar uma série de outras ações.

De forma geral, são inúmeros os ganhos em competitividade com todas essas ferramentas, como: a redução de custos, o aumento da eficiência, a otimização de processos e organização.

Como equipes jurídicas podem ajudar na melhora da gestão do escritório boutique

Uma forma de utilizar as lawtechs é para a criação de  equipes jurídicas online.

Essas equipes remotas oferecem a colaboração de especialistas, júniors e sêniors com diversos graus de experiência e de especialidade.

Com a ajuda de outros advogados, é possível aliviar sobrecarga de trabalho.

Mas o escritório boutique não perde o controle da qualidade?

Pelo contrário, o advogado continuará exercendo o controle de qualidade, mas de forma mais estratégica.

Ou seja, o advogado se dedicará mais à gestão e à orientação das demandas e das equipes jurídicas – como já faz com sua equipe presencial.

Assim, se dedicará mais à gestão e ao sucesso do cliente.

O advogado terá mais tempo para realmente atender o cliente, captar e fidelizar o cliente e continuar mantendo sua especialização e excelência no serviço.

Mas como delegar tarefas relacionadas à elaboração de serviços jurídicos, se no escritório boutique a importância da qualidade do serviço jurídico é ainda maior?

Ainda que o serviço do escritório boutique seja muito complexo e delicado, uma estratégia interessante pode ser encontrar parceiros para, por exemplo, realizar pesquisas jurídicas.

As pesquisas doutrinárias e jurisprudenciais são a base da argumentação jurídica.

Delegar essa tarefa a um profissional qualificado gerará um ganho de tempo considerável ao escritório boutique.

Imagem 4 - Escritório Boutique

E, mais uma vez, o advogado terá mais tempo para se dedicar a tarefas mais estratégicas.

Essa pode ser mais uma medida para aumentar a efetividade dos serviços do escritório boutique.

A Freelaw oferece maneiras de se criar equipes jurídicas e parcerias online.

Se você quiser entender melhor como utilizar a Freelaw, leia o nosso texto sobre 7 dicas práticas de como aproveitar a experiência na plataforma.

Conclusão

Hoje, em um ambiente competitivo e informatizado, ter excelência na execução do serviço é o mínimo que o escritório pode fazer.

E, somente a alta qualidade na execução dos serviços, já não é mais um diferencial por si – até mesmo para o escritório boutique.

Portanto, o escritório boutique deve focar, além de todos os atributos, em ter a qualidade operacional para atender realmente bem o cliente.

Atender bem, ou seja, demonstrar a qualidade e a especialidade, aliadas à eficiência na execução serviço, menores custos e organização.

Quer saber mais sobre o futuro da advocacia e das novas tecnologias? Leia os textos sobre Advocacia 4.0 e Lawtechs e Legaltechs.

Você também pode gostar

Deixe um comentário