04 Dicas para um advogado 4.0: como se atualizar e se preparar?

Imagem 3 - dicas para um advogado 4.0
7 minutos para ler

As inovações tecnológicas da 4ª revolução industrial chegaram ao mundo jurídico.

Para ser um advogado nessa nova indústria 4.0, é preciso se adaptar às mudanças e garantir uma vantagem competitiva relevante para sua carreira.

A mudança e a inovação, nesse contexto, demandam investimentos em conhecimento.

Mas, muitas vezes, requerem também aquisição de novas tecnologias e de soluções personalizadas, voltadas ao mercado e ao cliente.

Ainda têm dúvidas de como ser um advogado do futuro?

Qual caminho seguir, diante dessa expansão de tecnologias?

Leia este artigo até o final e obtenha 04 dicas práticas para se adequar à nova realidade!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Contexto do advogado 4.0

Foto 1 - Dicas para um advogado 4.0

Atualmente, a relação advogado-cliente não é mais analógica e, sim, digital. 

Diariamente, um potencial cliente, conectado e focado a resolver seus problemas em poucos cliques, busca um advogado com um comportamento semelhante.

As relações humanas estão cada vez mais ágeis e, consequentemente, os clientes estão cada vez mais exigentes.

Acostumados com uma realidade em que problemas são solucionados com aplicativos e em poucas horas, eles querem serviços jurídicos cada vez mais ágeis, com baixos custos e alta qualidade.

Mas como alcançar esse desejo, aparentemente inatingível, dos clientes?

Entender o impacto da tecnologia nos serviços de advocacia exige do advogado reinterpretar a própria prática jurídica para suprir as necessidades dos clientes.

A internet nos proporciona interação com bots, lawtechs, big data, blockchain e inteligência artificial, que permitem a otimização nos processos e a possibilidades de interações impensáveis.

Assim, a advocacia 4.0 é um caminho sem volta.

O impacto real das tecnologias na advocacia

A inovação tem sido muito utilizada no dia a dia dos advogados.

Atualmente, muitos escritórios já contam com lawtechs e legaltechs, para gestão de processos, automação de contratos e documentos e análise de dados no direito.

Além disso, instituições como o Poder Judiciário já demonstram alguns sinais de desenvolvimento de serviços digitais mais eficientes.

Como, por exemplo, o sistema de conciliação online lançado, recentemente, pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Diante disso, é inegável que está emergindo uma nova realidade no mercado jurídico.

Realidade que tenta, a tímidos passos, acompanhar a transformação das relações humanas trazidas pela indústria 4.0.

E, com o surgimento de novas tecnologias, surgem dúvidas sobre a possibilidade de substituição do trabalho humano pelo trabalho das máquinas.

A consultoria McKinsey avalia que 60% dos empregos do futuro terão mais de 30% de suas atividades automatizadas pela tecnologia.

Nesse novo contexto, quais habilidades e conhecimentos os advogados devem desenvolver para terem seu trabalho valorizado?

Papel do advogado na era das automações

O surgimento dessas novas tecnologias nos força a pensar qual é o papel do advogado 4.0 nessa era de automações.

Quais recursos e conhecimentos esse novo profissional deve desenvolver?

Se já consideramos incomum uma pessoa ficar fora das redes sociais, imagine o que pensar de um profissional que dá as costas para o futuro.

As novas tecnologias impõem grandes desafios à advocacia, uma vez que não estamos habituados a automatizar boa parte do exercício da profissão.

O papel do advogado é quebrar esse paradigma e desbravar um novo mundo, de entrega, de inovações e de interatividade.

É preciso entender quais as necessidades desse novo momento e como atuar nessa nova realidade.

04 Dicas práticas para se tornar um advogado 4.0

Foto 4 - Como se tornar um advogado 4.0

Se você deseja se adequar a essa nova realidade 4.0 e está disposto a agir de forma diferente para isso, aqui vão algumas dicas!

Utilize Lawtechs e Legaltechs 

As lawtechs/legaltechs são soluções, de base tecnológica, voltadas para solucionar problemas do mercado jurídico.

Hoje, já temos mais 100 dessas soluções (para diferentes tipos de problemas da advocacia) no Brasil, cujos objetivos são tornar a rotina do advogado mais dinâmica, produtiva e eficiente.

Como exemplos, há as soluções que permitem a automação e gestão de documentos, o monitoramento e a análise de dados, e a possibilidade de conexão de profissionais do Direito, entre si (como a Freelaw).

A utilização dessas ferramentas pode trazer um grande diferencial competitivo para o seu escritório.

Isso, pois, com a ajuda da tecnologia, é possível a otimização do tempo gasto pelos advogados em determinadas atividades.

Como consequência da otimização do tempo, sobrará mais horas para investir em tarefas mais estratégicas, como por exemplo, a captação e o relacionamento com os clientes.

Adquira conhecimento: é mais fácil do que você imagina

Atualmente, estamos vivendo a economia do conhecimento, as informações ficam disponíveis 24 horas, em plataformas como Google, YouTube e Spotfy!

Basta querer entender e aprender, que você encontrará, na internet, vários cursos, vídeos e áudios gratuitos de muita qualidade.

Como, por exemplo, podemos citar a Udemy, plataforma de cursos online, com várias opções gratuitas voltadas para a capacitação em tecnologia.

Outro exemplo, é a edX, plataforma que oferece cursos gratuitos das maiores universidades do mundo, como Harvard e MIT.

Além disso, há vários conteúdos revelantes em áudio disponíveis no Spotfy, que trazem discussões sobre o mercado e a tecnologia, como os Podcasts “Lawyer to Lawyer by Freelaw” e o “Tech & Society with Mark Zuckerberg

Frequente eventos presenciais, dentro e fora da área jurídica!

Caso você prefira eventos presenciais, frequente eventos focados em direito, inovação e tecnologia, como os promovidos pela Future Law, pela AB2L e pela Comissão de Direitos para Startups da OAB do seu estado!

Outra dica é “abrir a mente” e frequentar também eventos fora do direito, que abordem questões como gestão, sucesso do cliente, planejamento e marketing digital. Vale a pena conhecer os eventos promovidos pela RD Station!

Conheça as metodologias utilizadas por Startups

Fique atento às tendências do mercado e conheça as metodologias utilizadas por Startups.

Muitas dessas metodologias podem ser utilizadas no contexto dos escritórios, como, por exemplo, as metodologias de gestão ágil e o scrum (que explicamos em nosso conteúdo: Advogado Recém Formado e Organizações Ágeis).

Além das metodologias utilizadas por Startups, podemos observar também as ferramentas utilizadas nessas empresas – que podem otimizar muito o seu trabalho!

Em nossos conteúdos: 04 ferramentas digitais gratuitas para advogados inovadores e controle de processos e controle de prazos: dicas e ferramentas, você encontrará dicas de programas e ferramentas digitais que transformarão sua rotina e o relacionamento com os seus clientes!

Desenvolva de “Soft skills”

Inovação não diz respeito apenas à aplicação e à aquisição de conhecimentos sobre tecnologia, inclui também o desenvolvimento dos soft skills.

Um estudo realizado pela LexisNexis mostrou a opinião dos clientes sobre características mais importantes de um advogado de sucesso.

E as mais valorizadas são: o cuidado e a compreensão de situações pessoais pelo advogado.

Você já viu alguma máquina capaz de se relacionar de forma subjetiva e empática com os clientes?

Essas habilidades são impossíveis de serem encontradas em um programa de inteligência artificial.

Portanto, é essencial ter empatia, para saber se colocar no lugar do cliente e entender as reais necessidades dele e, consequentemente, oferecer o melhor serviço.

Nesse contexto, vale a pena visitar os conceitos atrelados à venda consultiva.

Essa postura empática, com certeza, fidelizará os antigos clientes e atrairá novos por indicações!

Mudança de mindset do advogado para se tornar 4.0!

A popularização das ferramentas digitais demandam que os profissionais repensem seus métodos de interação com o público e entendam a necessidade de atualização e capacitação.

Afinal, o advogado deve encarar a tecnologia como aliada para o seu sucesso, e não como sua inimiga.

Desse modo, é essencial conciliar a expertise jurídica com inovação, conhecimentos na área de marketing Jurídico, programação e robótica e lawtechs e legaltechs, por exemplo.

Essa mudança de mindset pode ser a chave da evolução da advocacia e do seu sucesso profissional.

Gostou das dicas de como se tornar um advogado 4.0 na prática? Quer saber mais? Clique e leia nosso artigo completo sobre a Advocacia 4.0.

Você também pode gostar

Deixe um comentário