Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?

Imagem 4 - Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?
7 minutos para ler

A inovação na advocacia se refere ao uso de novas práticas, estratégias e ferramentas por advogados e escritórios de advocacia.

Esse é um assunto cada vez mais debatido entre advogados, mas ainda pouco vivenciado no dia a dia.

Como começar a inovar na advocacia? Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?

Se você quer aproximar o seu escritório da tecnologia e da inovação, fique até o final desse post.

Separamos 4 dicas práticas que irão te ajudar!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática!

Imagem 1 - Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?

Blockchain, Machine Learning, inteligência artificial, o robô Ross da IBM, são termos cada vez mais divulgados em notícias e eventos relacionados a Direito e Tecnologia.

Nesse cenário, surgem vários questionamentos: os robôs substituirão os advogados? Quais os impactos da tecnologia no Direito? O advogado precisa aprender a programar?

E, além disso, vários advogados convencidos da importância da temática, se questionam: “Como eu faço para vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?”.

A verdade é que não existe um caminho linear para todos os casos, mas o início da inovação pode (e deve) se dar antes do uso de alguma tecnologia específica.

Afinal, a adoção de tecnologia, sem o uso humano estratégico por trás, pode trazer mais problemas do que benefícios.

Se, por exemplo, seu escritório contrata alguma tecnologia para desenvolvimento de chatbot sem entender se os seus clientes realmente precisam daquela solução, ela pode trazer mais problemas do que benefícios.

Clientes podem reclamar do atendimento, ficar insatisfeitos e potenciais clientes podem acabar se afastando. Isso, sem contar em todo o custo, de tempo e dinheiro, envolvido no desenvolvimento dessa tecnologia.

Qual é a melhor maneira de começar, então? Separamos 4 passos que irão te ajudar.

Como inovar na advocacia?

1) Mude o modelo mental dos advogados e do escritório

O seu escritório é reflexo do modelo mental que você imprime.

Qual é o modelo mental atual do seu escritório? Quais atividades são valorizadas e quais não são valorizadas?

Na maioria dos casos, os advogados valorizam mais as atividades jurídicas do que todas as outras tarefas.

E isso é natural, pela própria formação jurídica.

Entretanto, com o cenário competitivo atual, focar todas as energias exclusivamente na execução de serviços pode não ser suficiente para melhorar os resultados do seu escritório.

Por isso, é importante valorizar e estimular iniciativas voltadas à captação de clientes e criação de marketing jurídico, melhoria no atendimento ao cliente, criação e otimização nos procedimentos internos do escritório e desenvolvimento de uma melhor gestão e cultura organizacional.

Como consequência do desenvolvimento dessas atividades, naturalmente os clientes estarão melhor atendidos e a qualidade na execução de serviços jurídicos se tornará ainda maior.

O seu escritório valoriza essas iniciativas na prática? O primeiro passo para a inovação pode ser com a dedicação de mais tempo à tarefas como essas.

2) Mapeie as atividades e defina a sua maior prioridade

Antes de buscar a tecnologia, realize um diagnóstico completo da situação do seu escritório.

Mapeie todas as atividades que são executadas, analise quem são os responsáveis por cada uma das tarefas e se existe algum ponto que pode ser otimizado.

A partir desse diagnóstico, é importante entender se algum processo interno pode ser otimizado ou se alguma tarefa pode ser redistribuída.

Com algumas pequenas mudanças, o seu escritório pode conseguir melhorar resultados no curto prazo, sem a necessidade de investimento financeiro.

Caso você identifique muitos pontos que devem ser melhorados, é importante que você defina com clareza as suas prioridades.

Para isso, se pergunte:

  • Qual o maior problema do seu escritório hoje?
  • Como você tenta resolver esse problema atualmente?
  • Quais as 3 maiores dificuldades que você sente ao tentar solucionar esse problema?

Caso você identifique mais de um problema, faça o seguinte exercício:

  • De 0 a 10, o quanto esse problema é importante para o seu escritório?
  • De 0 a 10, o quão satisfeito o seu escritório está com o cenário atual em face desse problema?

A partir disso, você consegue definir prioridades com base em números. Comece trabalhando com o problema que possui a maior nota na escala de importância e menor nota na escala de satisfação.

O que tem afastado você da inovação na advocacia?

3) É hora de resolver o problema, e buscar tecnologias para te ajudar

Agora que você já sabe realmente qual o maior problema do seu escritório, é importante reunir o máximo de pessoas de sua equipe e definir um plano para resolver o problema.

Possivelmente, o uso de alguma ferramenta básica, como o Excel, ou algumas mudanças internas nos processos internos e na divisão de tarefas já serão suficientes.

Mas, nessa fase, é recomendável que você analise as Lawtechs e Legaltechs existentes para entender se alguma solução pode ser interessante para a realidade do seu escritório.

Se o seu escritório possui muita sobrecarga de trabalho, tem dificuldades em manter a qualidade e/ou a agilidade na execução de serviços e lida com reclamação constantes de clientes e problemas internos na equipe, você pode utilizar a Freelaw.

Com a Freelaw, você consegue criar uma equipe jurídica online e se conectar com talentos de diferentes regiões do país para execução de serviços jurídicos (petições, contratos, pesquisas, consultas, etc.) sob demanda e sob sua supervisão.

E, dessa forma, naturalmente você diminui o tempo gasto com questões operacionais e aumenta o tempo gasto com questões estratégicas.

Da mesma forma, caso o seu escritório identifique que lida com grande volume de atividades repetitivas, a busca por alguma solução de automação de documentos pode ser o melhor a ser feito naquele momento.

4) Implemente melhorias contínuas e inclua a inovação na rotina do escritório

Sempre que implementar mudanças, é importante avaliar o que foi feito, por meio de feedbacks dos envolvidos.

O fluxo nunca acaba e esse processo cíclico vai garantir a inovação contínua do seu escritório.

  • O que funcionou com a estratégia anterior?
  • Quais os resultados foram obtidos?
  • O que pode ser melhorado?
  • O que deve ser priorizado para a próxima semana?

Reflexão final: o que impede seu escritório de inovar?

Imagem 2 - Como vivenciar direito, inovação e tecnologia na prática?

Falta de tempo, sobrecarga de trabalho, desconhecimento das inovações são os problemas mais comuns para não mudar.

Com o advento das lawtechs e legaltechs e com acesso à informação sobre a temática, não há mais desculpa para não vivenciar a inovação na advocacia.

Se você está sobrecarregado ou com pouco tempo disponível, se aprofunde no problema e crie estratégias para resolvê-lo.

Uma das soluções, pode ser a Freelaw. E várias outras também podem ser interessantes para o seu caso, basta pesquisar sobre as soluções existentes.

Quer ler mais sobre o assunto? Leia o nosso artigo sobre Dicas para se tornar um advogado 4.0 e o Futuro da Advocacia!

Você também pode gostar

Deixe um comentário